2ª Temporada do Demolidor | Crítica sem Spoiler



Então pessoal!

Assistimos a segunda temporada do Demolidor e vamos falar um pouco sobre como foi essa segunda temporada, mas tudo sem spoliers, pra você não perder cada momento dessa temporada que foi incrível.


Se você gostou da primeira temporada, aqui vai uma boa notícia, quase tudo que fez a primeira temporada ser um sucesso está de volta aqui. 
O Núcleo de personagens que está estruturado retorna e os novos são extraordinários. Tudo funciona como um grande filme dividido em várias partes.

Ao final de cada episódio, sempre fica aquela vontade de ver mais um.




Matt Murdock está agora ainda mais à vontade na hora de lutar contudo seu trabalho do dia-a-dia, o escritório de advocacia de Nelson & Murdock continua com um talento especial para encontrar um trabalho que não pode pagar as contas. 



Quando a equipe consegue um caso de alto nível, pela primeira vez, a série brilha e o drama dá o tom perfeito nas cenas do tribunal (Elden Henson, como Foggy Nelson realmente brilha nessas cenas), e temos a visão de dois advogados idealistas que aceitam um caso perdido, defender um assassino. Charlie Cox, Elden Henson, e Deborah Ann Woll estão mais à vontade em seus papéis, e sem a desordem necessária de histórias de origem, desta vez, nós começamos a desfrutar de sua química natural entre eles.


O Uniforme que foi utilizado no final da primeira temporada, não prejudica de forma alguma a movimentação do Demolidor e as lutas ainda são tão boas quanto as que vimos na temporada anterior, onde ele não usava uma armadura de combate. 
O Demolidor consegue se mover melhor que qualquer Batman que já vimos no cinema. 
As cenas de luta são tão espetaculares quanto podemos esperar.(Temos uma clara referência a uma cena que muitos gostaram da primeira temporada). Há também uma pequena mudança no uniforme, que deve agradar aos fãs mais saudosistas.  


O Justiceiro de Jon Bernthal, foi pra mim a rendeção do ator, desde sua escolha para o papel eu acreditava que ele se encaixaria como uma luva. Bernthal é fantástico, ele dá um tom sombrio e psicótico, o Justiceiro aqui toma a posição de contraponto, na falta a um vilão aparente. 
Há alguns momentos em que você pode ver indícios de quem foi Frank Castle antes dele decidir acabar com bandidos. Essa dualidade serve para fazer a história de Castle ainda mais trágica.




Existe um equilíbrio impressionante entre criar uma simpatia suficiente para Frank sem glorificar a sua marca particular de justiça vigilante. Não há nenhuma tentativa de suavizar o visual do que acontece quando o criminoso ataca com seu armamento de nível militar, e o efeito é muito impactante.




Elodie Yung como Elektra Natchios é a personagem mais "fraca" nessa triade, apesar de tudo. A mulher misteriosa do passado de Matt não é apenas inteligente e fria, ela é uma combatente que luta em pé de igualdade com o Demolidor, bem como todos os outros que cruzam seu caminho. Os motivos de Elektra não são claros, assim como as suas intenções no sentido de Matt, o que faz dela a mais atraente e enigmática das muitas histórias a temporada está construindo. 

Tão certo como a primeira temporada da série efetivamente apagou o filme de 2003 da memórias de todos, Bernthal e Yung pode seguramente chegam perto de consideradas as versões definitivas desses personagens. 

Mas essa temporada não é perfeita. 

Não há um personagem que subistitua Vondie Curtis-Hall como Ben Urich, Ben é uma presença que faz falta na série e não entendo a decisão de se desfazer de personagem com o carisma que tinha e poderia ser muito bem aproveitado futuramente. 

O ritmo, que é maior falha com folga da temporada anterior não melhorou, ainda há vários momentos com diálogos longos, contudo ele se beneficiar um pouco, com menos sequências de flashback. Enquanto sua primeira temporada teve que gastar uma boa quantidade de tempo, trabalhando a história de fundo que estabelece o passado de Matt Murdock e Wilson Fisk, nessa segunda temporada eles são menos utilizados e apenas o necessário. 

Se você gostou dessa temporada e quer saber mais sobre O Demolidor, veja nesse link nosso especial com as melhores histórias em quadrinhos do herói.

A Segunda temporada de Demolidor acerta mais uma vez e entrega um material de alta qualidade, ainda mais brutal e violento, fazendo jus aos melhores dias do Demônio de Hell's Kitchen nas mãos de Frank Miller.



Não deixe de curtir nossas redes sociais e assinar nosso canal no Youtube.
Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário