HQ Review: Batman Renascimento #1 2016


Hoje continuo a série de reviews sobre a nova fase da Dc Comics, Renascimento, e vamos acompanhar o detetive mais inteligente da Dc, Batman.
A exemplo do post anterior sobre o Superman, vou atualizar quem não vem acompanhando a história do morcego na fase Os Novos 52.



Duke Thomas apareceu pela primeira vez em 2013, ele ajudou o batman durante o arco Batman: Ano Zero. Depois apareceu durante Batman & Robin: Fim dos Tempos, onde a história se passa num possível futuro, lá ele está vestindo o traje de Robin e lutando ao lado do Batman.

Recentemente ele esteve presente na revista We are Robin (Nós somos Robin), junto a vários outros jovens agindo em de Gotham City e sobre a coordenação de um desconhecido, que depois revelou-se Alfred Pennyworth.
Duke Thomas Batman Renascimento #1 (3)

Em Batman #50, em certo momento Bruce Wayne abordou Duke dizendo "Eu tenho uma oferta para você", contudo essa oferta não foi feita na revista, vemos essa oferta ser feita aqui em Batman Renascimento #1.

Duke Thomas Batman Renascimento #1 (1)

Um dos fatos recentes mais marcantes foi quando, durante a saga Guerra Darkside, Batman sentou na Poltrona Mobius e obteve por alguns momentos conhecimento ilimitado, durantes esse curto espaço de tempo ele procurou saber a identidade do assassino de seus pais e o verdadeiro nome do Coringa, para surpresa e choque de todos não havia um, mas sim três coringas (O da fase clássica, o da Piada Mortal e o atual dos novos 52).
Durante Universo Dc Renascimento, Batman encontra na bat-caverna o botton Smile do comediante, em uma ligação clara com o recém adicionado universo de Watchmen ao universo regular da editora.

E Batman Renascimento #1, começa a partir desse panorama.
O Batman foi uma das franquias mais bem aceitas da fase Novos 52, e se é algo que não precisa de ser revisto porque mexer em time que está ganhando?
E é isso que o roteiro de Tom King/Scott Snyder faz, dá continuidade a história iniciada por Scott alguns anos antes, e parece que a dupla criativa, Tom King junto aos desenhos de Mikel Janin, é a certa para o trabalho.

A não faz nenhuma ligação com os acontecimentos em Universo Dc Renascimento, aqui temos uma história simples, onde não há mudanças muito grandes do status do personagem, contudo, o tal Renascimento proposto pode ser percebido em toda história, diferente das fase novos 52, onde era nítido o desejo dos roteiristas de criar ou reinventar novas origens para os personagens, tanto vilões quanto heróis, já de cara o que vimos é um vilão sendo realmente bem aproveitado, não temos como saber qual parte é de King, qual é de Snyder, mas o que tudo indica é que King tem a frente do projeto. Podemos perceber isso no tratamento do vilão, onde aqui ele parece uma real (e sombria) ameaça a Gotham.

Duke Thomas Batman Renascimento #1 (5)

Comparado aos últimos anos de publicações, Batman (mais Bruce Wayne, na verdade) parece realmente renascer, ele se apresenta aqui realmente com mais vida.

A relação com Duke é abordada dando continuidade aquela proposta feito por Bruce e mencionada acima. Bruce tem algo novo em mente, onde Duke acreditava que seria convidado para ser o novo Robin, Wayne o apresenta um novo traje, para algo diferente.

Duke Thomas Batman Renascimento #1 (2)

Duke deve agir não com um ajudante e mais como um parceiro do Batman, tudo ainda é muito recente e espero que você fique ligado aqui no site para os próximos reviews e acompanhe junto comigo o desenrolar dessa história.

Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário