[RESENHA] BATMAN - A PIADA MORTAL - ALAN MOORE



Quando li Batman: A Piada Mortal, eu já acompanhava o cruzado de capa a algum tempo das versões para cinema e tv, também já tinha lido histórias clássicas como O Cavaleiro das Trevas e Ano Um.

Contudo, A piada Mortal, não se compara a nenhuma das experiências que já tive lendo Batman.

Escrita por Alan Moore, criador de histórias consagradas nos quadrinhos como, Watchmen, V de Vingança e Liga Extraordinária, e com artes de Brian Bolland, figura bem conhecida dos fãs da Dc, desenhou vários hérois da editora, desde Átomo, passando por The Flash, Lanterna Verde, Liga da Justiça e Juíz Dredd.









Uma história bem a frente de sua época, com teor adulto, é cheia violência física e psicológica, desde seu lançamento gera polêmicas, a trama gira em torno da teoria do Coringa de que qualquer um pode passar da sanidade à loucura com apenas um "dia ruim".

A Partir daqui você vai ler spoilers.




Para colocar sua teoria em prática o coringa escolhe o comissário Gordon, tentando enlouquece-lo, usando a sua filha, Bárbara, como gatilho. 

Durante toda a história, vemos o Batman procurando uma alternativa para encerrar seu jogo de gato e rato com o Coringa de um vez por todas. Para isso o Batman tenta levar o palhaço louco a um caminho de redenção, mas no final a piada é justamente a vitória do Coringa.

Esse ato causa o efeito que nos levaria a um final sem precedentes e que durante muito tempo gerou horas e horas de debate entre fãs.

Cenas fortes que se tornaram clássicas, como o nascimento do coringa e seu ataque à Barbara, que até hoje choca, tanto quanto ela foi lançada em 1988.

A Arte de Bolland, é objetiva, não quadros ou artes desnecessárias, que é característica do artista, tudo para a história ter a velocidade que precisa, as sequências também são algo que chama a atenção, seja nas cenas do "nascimento" do coringa, entre ele e Barbara ou na parte do trem fantasma, Bolland passa a emoção que a história precisa.







O encadernado tem a republicação de “Batman #1″, primeira revista solo do personagem publicada originalmente em 1940, com a aventura clássica em torno do Coringa.



Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário