Assistimos Beast of No Nation, Primeiro longa produzido pela Netflix


Mas porque achamos o filme uma obra-prima?

O filme não é perfeito, mas o conjunto da obra vale muito. 
Totalmente visceral o filme é carregado, somos levados por várias cargas de emoções diferentes durante suas mais de 2 horas, seu ritmo de início suave vai evoluindo e pode chocar várias vezes pela violência, mas mostra a realidade sem filtros. 



Os personagens principais são bem construídos, tanto que por vezes me vi torcendo pelo líder rebelde. 

Idris Elda dá vida a um líder nato, que mostra domínio dos símbolos além de se aproveitar da situação frágil dos exilados. 
Os garotos que são "abraçados" por ele, se tornam fieis ao seu líder, levados pela promessa de reconquistar um país e um lar, além de se mostrar como figura paterna que preenche a lacuna criada pela guerra. 

O elenco de apoio, boa parte dos rebeldes, faz um ótimo trabalho e só acrescenta a história principal.

A excelente atuação de Abraham Attah, é uma história a parte, o garoto consegue o profissionalismo que o filme pede, com uma atuação digna de Oscar. O garoto vive um orfão que entra para guerrilha, seguindo um líder rebelde (Idris Elba), a produção também não fica para trás toda ambientação do filme ajuda a nos envolver.


Beasts of No Nation, com certeza foi um dos melhores filmes que vi nos últimos anos e já ganhou seu lugar na história da industria cinematográfica.

Ele é o primeiro longa metragem produzido pela gigante Netflix, que mostra mais uma vez que sabe produzir entretenimento com alta qualidade, foi escrito, realizado e filmado por Cary Fukunaga, baseado no romance homónimo do autor nigeriano, Uzodinma Iweala. 

Foi pouco aceito pelas salas de cinema, devido a um boicote alegado pelas grandes salas de exibição, como sendo uma distribuição desleal o filme ser lançado simultaneamente nos cinemas e na steam, pouco mais de 27 salas exibem o filme os Estados Unidos, devido a um boicote por ser lançado simultaneamente nas telonas e via stream. E apesar da quantidade ser pequena, já é suficiente para o filme concorrer ao Oscar.



Proxima
« Anterior
Anterior
Proxima »
Postar um comentário
Obrigado pelo seu comentário