Os Tomos de Tessa, conheça o projeto que leva quadrinho brasileiro para os livros.

Os Tomos de Tessa é uma história de ficção científica criada pelo brasileiro Raphael Pinheiro. A história conta as aventuras de Rah Tessalor, o herdeiro do trono de uma poderosa raça alienígena que se vê no meio de uma guerra de proporções interplanetárias. Ele precisa se reunir com um grupo de seres dos mais diversos povos e planetas para impedir a destruição do seu povo.
A história é narrada pelo próprio Rah, mas no futuro! mais velho e mais sábio ele escreve as histórias de suas aventuras (que são Os Tomos de Tessa) e frequentemente sua narração entra em conflito com algumas ações que ele tomou quando era jovem.
Além de uma história de aventura e auto-descobrimento, Os Tomos de Tessa apresenta uma visão diferente sobre a sociedade e usa alienígenas para nos mostrar diferentes paradigmas que poderíamos ter seguido se a história da humanidade fosse diferente.



A História pode ser comparada com uma mistura de Star Wars, Senhor dos Anéis e um documentário do History Channel sobre alienígenas.


"Foi muito bem recebido pela crítica e pelo publico, inclusive esgotando a versão em inglês (da HQ) na Comic Con da Irlanda".
Inicialmente o título foi publicado como revista originalmente na Inglaterra em 2015 (apenas os dois primeiros capítulos) e foi muito bem recebido pela crítica e pelo público, o que fez Raphael apostar em trazer o projeto para o público brasileiro.

Os Tomos de Tessa reúne as 10 revistas, que serão adaptados com os 10 primeiros capítulos do livro, que será uma versão definitiva do que do que começou como webcomic e depois virou uma revista trimestral. 





O Projeto que está em uma plataforma de Crowdfunding, pretende lançar o livro que terá 200 páginas em couche fosco 115g, capa em triplex 250g, lombada colada quadrada e tudo 100% colorido e contará com uma galeria de arte no final com artes conceituais, rascunhos originais, mapas das locações da história e ilustrações de quadrinistas convidados.


Você pode conhecer mais sobre o projeto e as cotas de incentivo na página do catarse, acessando aqui




Nenhum comentário

Tecnologia do Blogger.